quinta-feira, 22 de março de 2012

...e o vento levou...

Filme VS. Livro

Sra. Mitchell
   Todo cinéfilo de respeito já viu, ao menos uma vez, esse grande clássico de 1939. Mas, poucos leram o livro assinado por Margaret Mitchell. O livro é tão grande quanto o filme: se o filme tem mais de três horas de duração, o livro, em sua edição original, tinha mais de mil páginas.
   Quem ler o livro verá nas páginas iniciais uma carta da Sra. Mitchell endereçada a nossa tradutora, da qual não me lembro o nome, elogiando sua tradução, porque ela manteve o coloquialismo no jeito como que os negros falavam (escritos naquilo que chamamos de "erros de português").
   Semelhanças: o filme e o livro levaram os prêmios máximos do cinema e do jornalismo: o Oscar e o Pulitzer.

    Quando se adapta uma obra para o cinema é analisado aquilo que é necessário para o entendimento do filme, e com isso cortam-se várias partes do livro. Para o filme ter uma "curta duração", o roteirista Sidney Howard, enxutou bastante a história. Mas o que não apareceu no filme? Eu há alguns anos, tive o prazer, e a coragem, de ler esse grande clássico (antes de ver o filme) e então pude notar as diferenças entre os dois. Não me lembro de todos os detalhes, mas irei listar algumas aqui:
Vivien Leigh e Clark Gable em cena

-Scarlett tem três filhos
Sim, Scarlett é daquelas que tem filhos com pais diferentes. Com Charles, ela dá a luz ao pequeno Hamilton, em homenagem ao oficial que envia a carta com a notícia da morte do cônjunge. Com Frank, nasce Ella, que é descrita como "tão feia como o pai". De Rhett, vem a Bonnie, sendo esta a única presente no filme.

-Will: Futuro marido de Suellen e amigo de Scarlett
Scarlett conhece Will de suas andanças entre casa e madeireira. Ele sabe quem é Scarlett. Vira feitor de Tara e depois da moça roubar o noivo da irmã ele se casa com Suellen e tem vários filhos com ela.

-A história de Ellen O'Hara
A mãe de Scarlett tem mais destaque no livro. Depois de descrever a personalidade de Ellen, a autora nos dá um vislumbre do porque ela estar casada com George O'Hara. Ellen, quando moça, havia se apaixonado por um primo, Philip, cujo partido não era bem visto. Assediada por George,  casou-se com ele, para escapar do domínio familiar. Mammy, que cuidou desta quando nasceu, é a única que sabe.

-Scarlett tem vários irmãos natimortos
Sim, o sonho de George era tem um herdeiro masculino. No entanto, todos nasceram mortos. Todos tinham o nome de George O'Hara Junior.

-A descrição de Rhett Butler não é exatamente compatível com a de Clark Gable
Sei que isso é detalhe mínimo, mas no livro, Rhett Butler é quase caricato e é descrito como um homem de pés pequenos que se tormam desproporcioanis ao corpo.

    Existem várias outras omissões que não consigo me lembrar agora. Mas, tanto o filme quanto o livro são obras excelentes, e, acredito, se pusessem todos os elementos do livro no filme, a obra não funcionaria. 
      Enfim, é sempre divertido ver o que foi adaptado e o que foi omitido.

     

2 comentários:

  1. E O Vento Levou é um daqueles típicos sucessos de venda que não imagino que viesse a existir agora. Mas, talvez eu esteja errada. Tomara! Não consigo imaginar um livro tão dramático e tão extenso sendo lançado hoje em dia. Claro que os livros do Harry Potter e Senhor dos Anéis, por exemplo, também têm várias páginas, mas trata-se de uma leitura mais "leve" e com uma carga dramática bem menor.
    De qq forma, é uma obra que vale a pena ser explorada. Para as novas gerações é muito enriquecedor assistir uma super produção cinematográfica antes da era do computador e ver que, mesmo assim, o resultado era muito bom, os cenários convincentes, as roupas lindas, etc.
    E comparar o livro com seu respectivo filme é um dos esportes preferidos entre os cinéfilos do mundo todo. A gente aprende muito fazendo isso, sem dúvida.

    ResponderExcluir
  2. adoro o filme,vou ler o livro pois deve ser ótimo E O VENTO LEVOU´´ <3

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...