terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Sete clássicos de Preston Sturges (Parte II)



Contrastes Humanos - Sullivan's Travels (1941)
Este é considerado o melhor filme já feito por Sturges. No elenco Joel McCrea e Veronica Lake. O longa é uma sátira à indústria cinematográfica. McCrea interpreta um diretor de cinema que decide realizar um drama social, mas que descobre que a comédia é sua maior contribuição para a sociedade. 

Para provar que consegue fazer um drama relevante, Sullivan (McCrea) decide viver um tempo como um vagabundo. Com apenas dez centavos no bolso ele parte para os guetos da cidade. Um acidente ocorre e Sullivan é dado como morto em Hollywood, enquanto na realidade ele está preso, condenado a fazer trabalhos forçados. É quando ele descobre a vida dura daqueles que não nasceram privilegiados.


Preston Sturges teve a ideia para o filme a partir de histórias de John Garfield vivendo a vida de um vagabundo: montando trens de carga e indo de carona através do país por um curto período em 1930. O título original é uma referencia à obra Gulliver's Travels (As viagens de Gulliver). 

Contrastes Humanos foi o primeiro filme em que Veronica Lake trabalhou como protagonista. Ela estava  no sétimo mês da grávidez durante as filmagens.  As únicas pessoas na produção que sabiam da situação eram a figurinista Edith Head e a esposa de Preston Sturges. Head produzia costumes que disfarçassem a barriga e deixassem a atriz confortável. Lake tinha medo de que a produção descobrisse e ela fosse dispensada do longa. 

Quote:
"Há muito a ser dito para fazer as pessoas rirem. Você sabia que isso é tudo o que algumas pessoas têm? Não é muito, mas é melhor do que nada".


Mulher de Verdade - The Palm Beach Story (1942)
Com Claudette Colbert, Joel McCrea  e Mary Astor, essa comédia mais parece novela mexicana, por suas inesperadas reviravoltas. Interpretando o casal principal, vemos Coubertt e McCrea se casando, e nos é feito uma pergunta: e eles viveram felizes para sempre. Ou não viveram? Então somos levados para alguns anos mais tarde para ver o que ocorreu com o casal.

McCrea interpreta um inventor, Tom, que não consegue emplacar nenhuma de suas invenções. Já a mulher, Gerry (Colbertt), busca luxo e mimos. Os dois estão envolvidos em dívidas, até que Claudette Colbert decide deixar o marido, para conseguir dinheiro em outro lugar.

Lógico que Tom não deixa barato e vai atrás dela. Gerry conhece um rico empresário (Rudy Valee) e se aproxima dele e da irmã (Mary Astor), uma socialite colecionadora de maridos. Quando o personagem de McCrea encontra a mulher, ela o apresenta ao empresário e à socialite como seu irmão, um capitão. É quando tudo vai por água abaixo, já que ambos não conseguem fingir serem irmãos...

Este foi a maior bilheteria de Sturges. Também é considerado um dos melhores filmes dos dos atores principais. O longa relata e denuncia o estilo de vida ocioso e fútil dos ricos e o pouco valor que estes dão às próprias posses. 

Quotes:
"Homens não ficam espertos como ficam velhos. Eles apenas perdem os cabelos."
"Gorjeta é anti-americano."
"Cavalheirismo não está apenas morto, está decompondo."
"Você não sabe que os maiores homens do mundo dizem mentiras e deixam as coisas ser mal interpretadas se ela foi útil para eles? Você nunca ouviu falar de uma promessa de campanha?"

Papai por Acaso - The Miracle Of Morgan's Creek (1944)
O filme se inicia com uma ligação para o governador do estado, Dan McGinty - o mesmo do O Tirano da Cidade, que Bryan Donlevy interpreta nos dois filmes. Acontece que é um grande dia para Morgan's Creek, uma cidadezinha qualquer. O governador fica curioso para saber o porque do alvoroço. Então entramos na história que culminou na ligação. 

Trudy (Betty Huton) é uma garota que quer se divertir, dançar com os soldados e ir à festas. Mas seu pai viúvo pertence à outra época e não permite. Então convence-o à deixá-la ir ao cinema com um rapaz correto da cidade, que é apaixonado por ela, Norval (Eddie Bracken). No entanto, ela engana Norval e vai à festa de despedida dos soldados. Só volta no dia seguinte, com poucas memórias do que aconteceu. Só se lembra de ter participado de um casamento e  de ter dado o nome errado (só que não lembra que nome deu) e descobre que está grávida. Desesperada, com ajuda da irmã de quinze anos, bola um plano para legitimar o casamento e fazer dela uma boa garota. É claro que o plano não ocorre como planejado e sobra confusões para todos, especialmente para o pobre e ingênuo Norval.

Papai por Acaso, embora filmado entre 1941 e 1943, só foi lançado em 1944.  O motivo? O conteúdo do filme e a aproximação do tema com o Natal, além de advertências do Departamento de Guerra ( eles queriam ter a certeza de que os soldados iriam ser mostrados como rapazes corretos e não promíscuos, que era uma das críticas do diretor). Sturges começou a gravar com apenas dez páginas do roteiro aprovadas.

O filme é bastante diferente da época, tanto que os responsáveis do Código Hays receberam várias cartas de protesto devido ao tema. Para promover o longa, a Paramount exibiu 20 minutos na televisão, além de entrevistas e narrações do elenco. Foi pedido na premierè para os críticos não revelarem o final, já que estavam preocupados a censura. Foi a maior bilheteria do ano para o estúdio. Também faz parte da lista da AFI das melhores comédias já produzidas (100 years...100 laughs).

Quotes:
"Hitler manda recontar."
"Mulheres estão sempre tentando levar a culpa pelos homens. É o que vocês chamam instinto materno."
"Eu não lido com fantasmas. Ela não precisa de um advogado, ela precisa de um médium."

Herói de Mentira - Hail the Conquering Hero (1944)
Herói de Mentira é uma sátira aos heróis de guerra, política de cidade pequena e idolatração dos americanos em cima dos veteranos de guerra.  

Woodrow Truesmith (Eddie Bracken), um jovem do interior, tenta servir na Marinha mas é dispensado devido à saúde. Mas alguns fuzileiros o vestem com um uniforme e o cobrem de medalhas e começam a dizer para as pessoas que ele é um herói. Conforme a trama se desenrola, Truesmith vai ganhando força e simpatia na cidade devido aos seus feitos, chegando ao ponto de se tornar prefeito.

No Oscar, a produção recebeu uma indicação para Melhor Roteiro Original para Preston Sturges. Foi o oitavo e último filme do diretor para a Paramount, sobre a qual ele disse: "Eu acho que a Paramount estava feliz em me dispensar eventualmente, já que ninguém lá nunca entendeu uma palavra que eu disse".


Quote:

"Eles dizem que oportunidade só tem um cabelo na cabeça e você tem que pegá-lo enquanto ele está passando ou você pode não ter outra chance."


Com os filmes citados nesta e nessa lista, Preston Sturges se estabeleceu na indústria e na história do cinema como um dos grandes diretores de comédia da década de ouro. Seu texto ousado e original fez surgir grandes filmes. Trabalhou com grandes e pequenos atores e construiu para eles personagens marcantes.

Para mais, leia este fantástico artigo publicado no site da Vanity Fair, "The Seven Wonders of Preston Sturges", de Douglas McGrath.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...